segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

O ano de 2012

            Mais um ano se finda e com ele a certeza de que sempre é hora de mudar, inovar e recriar. O ano de 2012 para nós integrantes do Serviço Social, foi um ano de mudanças positivas na qual passou a fazer parte da equipe do Serviço Social Sr.Ademir que realiza assistências aos velórios e também leva as famílias no cartório.
Neste ano também foi criado o Grupo Girassol – Apoio ao Enlutado do Boa Vida que tem como objetivo possibilitar espaço saudável de troca e reflexão sobre vivência de luto. O grupo foi e está sendo divulgado através das rádios, dos informativos, dos atendimentos no pós óbito e das visitas domiciliares e a participação é gratuita dos clientes Boa Vida ou não.
       Como inovação, Patrícia e Tássia ministraram uma palestra no SESC voltado para a terceira idade com o tema: "As perdas do dia a dia", no qual explanaram que o luto não é manifestado somente com a perda do ente querido e sim por outras situações, separações e/ou rompimento de vínculos.
Tivemos ainda, neste ano, a participação mais efetiva da Tássia no GRESSOF – Grupo de Estudos do Serviço Social Funerário e como marca histórica, houve uma reunião do GRESSOF na sede do Boa Vida em Blumenau, na qual assistentes sociais de outros Estados participaram.
Patrícia realizou os acolhimentos no pós óbito com mais frequência e as visitas domiciliares ocorreram de forma mais efetiva. Esses são alguns dos diferenciais do Serviço Social para o cliente.
         O Serviço Social há 5 anos e 8 meses desenvolve suas tarefas para os clientes do Boa Vida. E para desenvolver suas ações conta atualmente com o trabalho da Patrícia que é a Psicóloga, dos colaboradores Ademir, Dalmo e João que realizam assistência aos velórios e levam as famílias no cartório e conta também com Tássia que é a coordenadora do setor e Assistente Social. São 3 profissões fundamentais que prestam diariamente atendimento personalizado para as famílias que perderam seu ente querido.
        É através da sensibilidade, do atendimento humanizado e do apoio personalizado que o Serviço Social constrói seu caminho ano a ano no Boa Vida. E este setor é que avalia se tudo que o Boa Vida prometeu na hora da venda do plano, realmente se efetivou com a contratação do serviço funerário. Este setor ouve as sugestões e críticas dos clientes e tem como um dos objetivos buscar soluções e inovações para os clientes.
Mas todo este respaldo e esta confiança que o Serviço Social adquiriu ao longo da sua jornada no Boa Vida é devido a credibilidade que o cliente teve para com o setor, é devido ao trabalho realizado com amor e zelo pelos colaboradores que ali trabalham, é devido a confiança que a direção depositou no setor e devido também a cumplicidade e confiança que os colaboradores dos outros setores da Haas tem para com o Serviço Social do Boa Vida.
      Agradecemos a todas as pessoas que direta ou indiretamente apoiaram e ajudaram o Serviço Social a desempenhar suas funções.

Desejamos que Deus continue a ser o comandante da sua e da nossa jornada.
Que todos possamos ter saúde para desenvolver nossas atividades no trabalho e viver bem com nossos familiares.
Que não nos falte o pão de cada dia e o amor que é o combustível da alma.

Lembre-se: “Em toda a tarefa que realizar com o amor, será bem feita”. (Autor desconhecido).

"Feliz Natal e um 2013 com muita sabedoria, paz e realização dos sonhos" !


Com carinho Ademir, Dalmo, João, Patrícia e Tássia.


Na foto (esq. para dir.):
Ademir, Patrícia, João, Tássia e Dalmo:




segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Palestra sobre Planejamento de Carreira


          No dia 06 de dezembro, Patrícia dos Santos - Psicóloga do Boa Vida e demais colaboradores participaram de uma palestra nas dependências do Hotel Himmelblau. A palestra foi gratuita e foi oferecida pelo INPG, a ministrante da palestra foi a Psicóloga Sandra Márcia Liger que abordou o tema: Planejamento de Carreira.
            A palestrante abordou questões pertinentes quando o assunto é a busca por reconhecimento e desenvolvimento profissional. Afirmou que, a base de todo sucesso pessoal, familiar e profissional está no autoconhecimento. E que o sucesso ocorre quando sorte encontra preparação, ou seja, em um mercado cada vez mais competitivo e informatizado, não basta ter a informação, ou o conhecimento sobre as coisas, e sim, ser atualizado e ter competência para aplicar o conhecimento.
            É preciso ter associado ao seu nome a maior quantidade de adjetivos possíveis, porque é através dos adjetivos (características, qualidades) que somos lembrados. Como você quer ser lembrado? Apaziguador(a), confiável, determinado (a), criativo(a). Escreva dois adjetivos que melhor o definem e pergunte as pessoas que trabalham e que convivem com você se elas te veem desta maneira. Faça isto!
            É preciso também saber comunicar, e comunicar não significa apenas falar, até porque muito do que nós comunicamos não está no que falamos, mas em nossos gestos, expressão corporal, facial. O corpo também fala, e muito. Você sabe receber e dar feedback? Você sabe ouvir? Pense nisso!
            É preciso trocar o falar de por falar com, assim evitamos fofocas e mau entendidos. Quando pensamos em comunicar algo, precisamos fazer o teste das 3 peneiras gregas: É útil? É verdade? É boa? Às vezes, até corresponde a realidade, mas raras vezes é bom ou útil… Então, para que perder tempo ocupando minha mente com fofocas sobre a vida alheia. Que me interessa se fulano fez isso de ruim, ou sicrano fez ou disse aquilo contra alguém, se beltrano é assim, ou se não é… Qual a utilidade que isso tem em minha vida? Nenhuma.
               Para sermos bem sucedidos é preciso ter inteligência emocional → ter disposição para fazer com que as coisas aconteçam e mais do que isso, perceber que em toda crise, existe uma oportunidade. Você pode escolher se quer chorar em meio as dificuldades, ou se quer vender lenços.
            Precisamos ser resilientes; isto quer dizer que é preciso manter-se são num ambiente insano. Resiliência é um termo que a psicologia emprestou da física, que significa voltar ao estado “normal”, de origem, após passar por algum tipo de estresse. O melhor exemplo para ilustrar isso, é o de um elástico.
            No entanto, Job (2003), que estudou a resiliência em organizações, argumenta que a resiliência se trata de uma tomada de decisão quando alguém se depara com um contexto entre a tensão do ambiente e a vontade de vencer. Essas decisões propiciam forças na pessoa para enfrentar a adversidade.
Para encerrar, a palestrante fechou a noite com um vídeo espetacular para reflexão chamado: O menestrel de William Shakespeare.

 ONDE VOCÊ QUER CHEGAR? SE VOCÊ NÃO SABE, QUALQUER CAMINHO SERVE.     
                       
Na foto da esq. para dir. : Taíse, Elke, Leandro, Rafael, Patrícia e Sandra, colaboradores do Boa Vida:

Colaborou: Patrícia dos Santos – Psicóloga do Boa Vida, Formação em Tanatologia e  Pós graduanda em Gestão de Pessoas.

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Aconteceu: Reunião do GRESSOF em Blumenau

          O Boa Vida teve o privilégio de receber as integrantes do GRESSOF-Grupo de Estudos do Serviço Social Funerário no último dia 23 de novembro.
A reunião contou com as seguintes integrantes: 
  • Célia S. Querido- Trabalha na  Prever Assistência Familiar em Ribeirão Preto – São Paulo;  
  • Kety C. B. Biscalchin - Trabalha na Abil Adm. de Bens Santa Isabel  (Grupo Unidas/Abil) em Piracicaba –São Paulo;
  • Silvia D. C. P. E. Gonçalves - Trabalha na Medicon em Piracicaba – São Paulo;
  • Tássia Hostin - Trabalha no Boa Vida em Blumenau – Santa Catarina;
  • Vânia M. de S. Assunção - Trabalha na Organização Social de Luto Bom Pastor em Americana – São Paulo e como nova integrante do GRESSOF: Simone Sedano - Trabalha no Pax Primavera em Naviraí - Mato Grosso do Sul.
Devido o trabalho da Assistente Social Tássia ser em conjunto da Psicóloga Patrícia, a mesma participou da reunião do grupo, com o objetivo trocar experiências sobre o trabalho.

      As participantes foram recebidas com um café delicioso, posteriormente houve a apresentação das componentes do GRESSOF e acolhida à nova integrante Simone de Naviraí - Mato Grosso do Sul. Em seguida foi realizada a leitura da ata anterior bem como a definição das próximas reuniões para 2013 e levantamento de novos projetos.
Por volta das 12h 30 min. as participantes foram almoçar num restaurante no Centro da cidade de Blumenau.
As integrantes conheceram as dependências do Boa Vida e da Funerária Haas e trocaram rápidas conversas com colaboradores das empresas citadas.
Posteriormente Drª Greici Maestri Bussoleto - Psicóloga ministrou a palestra "Cuidando de quem cuida - Um olhar ao profissional da assistência social". Greici abordou um tema pertinente, pois as assistentes sociais lidam frequentemente com a vulnerabilidade social dos usuários e das famílias. Lidam também com pessoas que possuem carências, não só financeiras, mas carência afetiva, familiar entre outras.
      Greici relatou que em certos momentos, é necessário abrir mão das atribuições profissionais, dos saberes preconcebidos para se fazer aquilo que é necessário.
O profissional sabe o que é necessário para o outro, para a família que é enlutada pela sua rotina, pela sua experiência e sabedoria.
Greici enfatizou ainda o que a Lei N. 8662 de 7 de junho de 1993 fala sobre a profissão de Assistente Social: “... orientar, encaminhar, prestar providências, sem esquecer que se trabalha com seres humanos e que o respeito à dor do outro deve ser inerente à intervenção do assistente social.” (2011, p.222).
E realmente é isso, o trabalho do Assistente Social é lidar com o ser humano, é ouvi-lo, orientá-lo, é trabalhar com as questões sociais que ele traz. E no ramo de assistência familiar, este trabalho é ainda mais específico e centrado.
         A palestra foi um grande aprendizado o que limitou foi o tempo, pois como a maioria das integrantes eram de São Paulo, voltaram no mesmo dia para as suas cidades. Antes de terminar a reunião do GRESSOF, houve a revelação do "Amigo Secreto". Por volta das 15h  15 min. houve o encerramento.
         Em nome da direção, Tássia que coordena o Serviço Social do Boa Vida relatou o seu profundo agradecimento as colegas do GRESSOF que sairam da sua zona de conforto e vieram de longe participar da reunião e conhecer o Boa Vida e a Haas em Blumenau.
A profissional relatou que: "Para o Boa Vida é um privilégio ter a reunião do GRESSOF em sua sede, pois é a primeira vez que esta reunião acontece na região Sul do Brasil e as profissionais que participam do GRESSOF são extremamente importantes para que a classe desses trabalhadores continuam criando, inovando, desenvolvendo seu papel que é de fundamental importância nas empresas de assistência familiar".


Abaixo segue algumas fotos da reunião:

  

As participantes trocando experiências profissionais:




Na palestra sobre "Cuidando de quem cuida - Um olhar ao profissional da assistência social", ministrada pela Drª Greici Maestri Bussoleto - Psicóloga (está de costas na foto):




As participantes da reunião (esq. para dir.): Simone, Silvia, Vânia, Patrícia, Dra.Greici, Kety, Célia e Tássia:



Integrantes do GRESSOF (esq. para dir.): Silvia, Tássia, Vânia, Kety, Célia e Simone:


terça-feira, 13 de novembro de 2012

O que falar e o que fazer num velório ?


        O velório é um ritual que simboliza um acontecimento:  a morte. É um momento de socialização da dor e de iniciar um processo doloroso de desvinculação para os familiares, conhecido como luto.
No entanto, muitas pessoas tem dúvidas, não sabem como agir ou o que dizer na hora de manifestar apoio ou conforto a quem acaba de perder um ente querido.
           Com intenção de diminuir a dor e o sofrimento de quem perdeu um dos seus, fica aquele pontinho de interrogação. O que eu devo dizer? Como devo agir diante do enlutado?
Algumas dicas são importantes para que no desejo de ajudar, não causemos desconforto ou que nossas palavras, naquele momento sejam inadequadas e não façam nenhum sentido para quem chora a morte de alguém querido.
        Por mais que possamos acreditar que sabemos o que o outro está sentindo, por que já vivenciamos a morte de alguém importante em nossas vidas , jamais sentiremos a mesma dor. Cada um sofre e sente a sua maneira.
O que não dizer:
- “Foi vontade de Deus”;

- "Sei bem como te sentes";
- Poderia ter sido pior', 'pelo menos ele/a não sofreu';
- Isso logo passa! Não chore;
- Tão novo (a) coitado (a);

- “Podes ter outros filhos” ou “Ainda bem que tens outros filhos” (no caso da perda de uma criança).
            Se não souber o que dizer, simplesmente dê um abraço carinhoso e não fale nada. É preciso ter o bom senso e perceber quando é o momento de refletir e ficar em silêncio. Há momentos em que o silêncio fala mais do que mil palavras. Sua presença por si só significa uma demonstração de carinho. Se você for um amigo íntimo da família poderá oferecer ajuda no que puder. Em momentos como este certamente a família precisará de ajuda para questões mais burocráticas. Se oferecer ajuda, esteja disponível de coração, do contrário não o faça apenas para ser gentil.
O velório é um momento de respeito, seriedade e consideração.  Haja como gostaria que agissem com você.

"Só podemos entender o outro nos colocando em seu lugar, e mesmo assim imaginaremos o que eles sentem e jamais sentiremos a mesma dor ou alegria".

         


Fonte: memorial.com.vc/dicas-velorio e www. centromaieutica.com.br

Colaborou Patrícia dos Santos – Psicóloga CRP-12/10686 - Serviço Social Boa Vida.  Escreva para Patrícia através do e-mail:  psicologia@boavida.com.br

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

02 de Novembro - Dia de Finados


          O Dia de Finados é comemorado anualmente em 02 de Novembro. Ir ao cemitério, levar flores, acender velas, participar de uma missa ou culto em memória do ente querido, são maneiras de celebrar a vida eterna das pessoas que já faleceram.
Os rituais, a cultura de homenagear um dia para os falecidos varia muito de localização ou religião, mas segue os princípios do catolicismo, pois a partir do século XI, os papas Silvestre II, João XVII e Leão IX passaram a exigir tal celebração.
      A escolha da data (02 de novembro) se deu em virtude do dia de todos os santos ser comemorado no dia 01 de novembro, pois os religiosos acreditavam que todas as pessoas ao morrerem, entram em estado de graça, mesmo não sendo canonizados.
Neste ano mais uma vez o Boa Vida realizou uma ação social nos principais cemitérios de Blumenau, Indaial, Timbó e Pomerode.
      Como forma de homenagear o ente querido, os colaboradores do Boa Vida distribuíram velas e mudas de árvores aos visitantes nos cemitérios.

O Dia de Finados é um dia de lembranças, de saudades!


Na foto (esq. para dir.) as colaboradoras Jociana e Ana Paula no Cemitério Municipal da Rua Bahia:



Na foto (esq. para dir.) os colaboradores Ana, Pablio e Soraia no Cemitério Municipal da Rua João Pessoa :



Na foto (esq. para dir.) as colaboradoras Aline, Bárbara e Tássia no Cemitério Municipal da Rua Progresso :


Na foto (esq. para dir.) os colaboradores Valdemar, Leandro, Luciano, Patrícia, Andreia T. e Tânia no Cemitério Jardim da Saudade :


Na foto (esq. para dir.) os colaboradores  Sandriléia  e  Sr.Hercílio no Cemitério Municipal de Pomerode :

Na foto (esq. para dir.) as colaboradoras Sulamar e Andreia M. no Cemitério Municipal de Indaial:



Na foto (esq. para dir.) os colaboradores Almir e Maria Olga no Cemitério Municipal de Timbó:


Referência: http://www.brasilescola.com/datacomemorativas/dia-de-finados.htm
Colaborou Tássia Hostin - Assistente Social - CRESS 4237



terça-feira, 6 de novembro de 2012

Ocorreu em outubro: Treinamento sobre Liderança Transformadora


   Patrícia e Tássia participaram em outubro do treinamento : Liderança Transformadora que foi ministrada pelo Professor Elton Soares e ocorreu nas dependência do Plano Boa Vida.
Entre vários assuntos que ele abordou, mencionou que geramos expectativa na vida de outras pessoas e quando essa expectativa é frustrada pode haver o conflito.
O líder deve falar e saber ouvir o que precisa ser melhorado. Um grande líder sabe o que quer, comunica as suas intenções, posiciona-se corretamente e transfere o poder para sua equipe.
    Tanto o líder quanto o liderado deve declarar as suas expectativas em relação ao outro, ou seja, dizer o que você espera do outro. Esse é o primeiro item para o sucesso.
A segunda é que o líder não deve fazer promessas que não se pode cumprir. Não existem verdadeiros líderes sem seguidores convictos.
O palestrante mencionou que a eficácia pessoal e da organização é proporcional a força da liderança. Ou seja, se uma empresa funciona muito bem, é por que ela tem grandes líderes que conseguem dirigir esta empresa.
     O professor falou ainda que o líder reproduz nos outros o que é, ou seja, que as atitudes do líder muitas vezes será “copiada” pelo liderado. Por isso antes de cobrar algo, seja exemplo.
Esclareceu ainda que o verdadeiro líder, preza pelo diálogo, está presente, acompanha, transmite informações e é influente. O verdadeiro líder motiva por persuasão e procura ouvir os colaboradores.
     Enfim, foi um treinamento importante para os colaboradores do Grupo Haas.
E para finalizar deixamos aqui uma frase que fala sobre a liderança:

“A liderança mais eficaz é conseguida por meio de exemplo, e não de lei”. (John Maxwel)



Na foto os colaboradores do Grupo Haas que participaram do treinamento:



Colaborou Tássia Hostin - Assistente Social CRESS 4237 - Boa Vida

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Entrega dos alimentos do 6º Encontro da Melhor Idade Boa Vida

           Na tarde de quarta feira, no dia 10 de outubro os colaboradores do Boa Vida Ademir, Tássia, Patrícia e Edna entregaram a duas ILPI (Instituições de Longa Permanência para Idosos), instituições estas  conhecidas como Casa de Repouso, os alimentos arrecadados como parte da inscrição do  6º Encontro da Melhor Idade Boa Vida que ocorreu no último dia 04 de outubro.

As instituições beneficiadas foram:

Casa de Repouso Continuando a Vida 

Rua: São Paulo, 2457
Blumenau - SC
Cep: 89030 - 000
Telefone: 3035 - 1953

Casa de Repouso Menino Jesus
Rua Adolfo Tallmann, 87, Boa Vista
Blumenau - SC
Cep: 89012-240
Telefone: 3041-2488


É visível que a população idosa está aumentando e é sabido que serviços direcionados a este público será cada vez mais necessário. As casas de repouso também crescem no mundo inteiro.


Casa de Repouso Continuando a Vida: 
Na foto da esquerda para direita:
Tássia, Patrícia e Ademir



Patrícia e Tássia:



Casa de Repouso Menino Jesus
Na foto da esquerda para direita:
Patrícia, Tássia e Sra.Eugênia (colaboradora da Casa de Repouso)




Patrícia e Tássia:




quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Aconteceu: o 6º Encontro da Melhor Idade do Boa Vida

                  No dia 04 de outubro o Boa Vida realizou o 6º Encontro da Melhor Idade. Esta ação social ocorreu nas dependências da Associação Centenário, localizado no bairro Garcia e as atividades ocorreram das 14 h as 18h.
Neste ano, o encontro ocorreu no início do mês de outubro, devido as festividades e eleições e os convites foram específicos para os associados do Boa Vida.
No dia, os convidados levaram um quilo de alimento não perecível como parte da inscrição, e estes alimentos serão doados pelo Serviço Social para algumas Instituições de Longa Permanência em Blumenau.


As atrações oferecidas aos participantes foram: 
  • Palestra sobre informática com Renan da Proway Informática; 
  • Apresentação do Coral da ACEVALI; 
  • Informações sobre seguro residencial com representante da Facile Corretora de Seguros; 
  • Café;
  • Dança Sênior;
  • Sorteio (brindes recebidos através de doação dos parceiros);
  • Apresentação da Dupla Raiz e Sertão;
  • Apresentação da Banda JP;
  • Serviços de aferição de pressão e teste de glicemia oferecidos pela Farmácia Farmais; e 
  • Espaço para os convidados dançarem.

Os objetivos desta ação que o Boa Vida realiza há 5 anos são:

Comemorar o Dia Nacional do Idoso;
Mostrar a comunidade o quanto o Boa Vida se importa com a terceira idade;
Realizar a inclusão social do idoso, entre outros objetivos.

A iniciativa de realizar esta ação partiu do Boa Vida, entretanto é através da credibilidade dos colaboradores, dos associados e principalmente dos parceiros que esta ação se concretiza todos os anos.
E nós não podemos deixar de agradecer:
A todos os colaboradores que direta ou indiretamente participaram desta ação;
Obrigada a todos!

E queremos agradecer também a todos os parceiros que nos apoiaram com doações de brindes  e contribuições gerais:
Nosso Muito Obrigada a .... 

Coral da ACEVALI
Anjos da Vida;
Art Floral;
Associação da Artex e Coteminas;
Authentika Joias
Banda JP
Caixa Econômica;
Cardio Prime;
CAS;
Dupla Raiz e Sertão
Dr. Francisco C. Da Cunha Filho – Advogado;
Dança Sênior do Clube 25 de Julho;
Dudalina Camisaria;
Facile Corretora de Seguro;
Farmácia Farmais
Gráfica Kasburg;
Jotami Floricultura;
Kreitlow;
Mannuela Calçados;
Maravilhas da Elke;
Marmorária Badenfurt e Blumenauense;
Médix;
Moacir Schmitt;
Ótica Ver Mais
Proway informática;
Serpas Confecções; e
Taty´s Estetic Hair.

Segue algumas fotos do 6º Encontro da Melhor Idade Boa Vida: 

Os colaboradores recepcionando os convidados que levaram um quilo de alimento não perecível:



Apresentação mais que especial do Coral da Acevali:



Os convidados apreciando as apresentações:


Hora do café: 



Os colaboradores interagindo com as apresentações: 

Uma convidada que ganhou um brinde com a Everlyn colaboradora da Haas:

Outra convidada que ganhou um brinde juntamente com Andreia colaboradora do Boa Vida:

Alguns convidados dançando:

Lothar (representante da Facile), Elke e Patrícia realizando o sorteio do seguro residencial oferecido pela Facile Corretora de Seguros:


       Por fim, aprendemos que não estamos sozinhos, que podemos confiar e acreditar que tem pessoas assim como nós do Boa Vida, que se preocupam com a comunidade e visam levar serviços diferenciados para a população.
E para os nossos parceiros e nossos colaboradores nossos sinceros agradecimentos !

Já dizia Chico Buarque

Todos juntos somos fortes
Somos flecha e somos arco
Todos nós no mesmo barco

Não há nada pra temer”


Colaborou Tássia Hostin - Coordenadora do Serviço Social Boa Vida.


quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Workshop - Cuidados Paliativos, Comunicação em Situações de Crise e Luto no Contexto Hospitalar e Clínico

             No dia 27 de setembro, Patrícia - Psicóloga e Tássia - Assistente Social do Boa Vida, participaram de um workshop no Hospital Santa Catarina sobre "Cuidados Paliativos, Comunicação em Situações de Crise e Luto no Contexto Hospitalar e Clínico".
O objetivo principal do encontro foi qualificar os profissionais da área da saúde, que trabalham direta ou indiretamente com cuidados paliativos, lutos e perdas, através da ampliação do seu manejo nessas situações, seja em ambiente clínico, hospitalar ou domiciliar através dos conhecimentos dessas áreas e da utilização de formas mais eficazes de comunicação.
        As palestrantes foram Claudiane Aparecida Guimarães (Graduação em Psicologia pela Universidade Federal de Uberlândia (2007). Cursa Doutorado sob orientação da Dra. Marilda Emmanuel Novaes Lipp e Greici M. Bussoletto (Graduação em Psicologia pela Universidade do Alto Vale do Itajaí (2005), possui especialização em Psicologia Hospitalar e da Saúde e Mestrado pela PUC de Campinas (2011)).
O encontro contou com uma rica troca de experiências e informações entre as palestrantes e os ouvintes que enriqueceram a noite com uma visão multiprofissional.
Em suma, tratou-se de elucidar o que Cicely Saunders nos traz de conhecimentos sobre os cuidados paliativos e o alívio do sofrimento humano. Cicely Saunders conseguiu entender o problema do atendimento que era oferecido em hospitais para pacientes terminais. Até hoje, famílias e pacientes ouvem de médicos e profissionais de saúde a frase “não há mais nada a fazer”. A médica inglesa sempre refutava: “ainda há muito a fazer”.
O alívio do sofrimento, a compaixão pelo doente e seus familiares, o controle impecável dos sintomas e da dor, os sintomas de natureza física, social, emocional e espiritual, a busca pela autonomia e pela manutenção de uma vida ativa enquanto ela durar: esses são alguns dos princípios dos Cuidados Paliativos que, finalmente, começam a ser reconhecidos em todas as esferas da sociedade brasileira. Fonte: http://www.paliativo.org.br/
           Outro tema abordado foi a comunicação em situações de crise e luto, que trouxe como foco que para entendermos o outro temos que ir além das palavras.
Outro assunto abordado, que ainda hoje é tabu em nossa sociedade foi a morte e suas representações históricas, ou seja, a morte que ocorria em casa, em meio a família, passa a ser terceirizada, ocorrendo atualmente em maior número nos hospitais.
Baseados na literatura de Kluber Ross, tratou-se das fases do luto: negação, raiva, barganha, depressão e aceitação. Na literatura de Worden tratou-se das tarefas do luto: aceitar a realidade da perda, elaborar a dor da perda, ajustar-se ao ambiente onde está faltando a pessoa que faleceu e por fim reposicionar em termos emocionais a pessoa que faleceu e continuar a vida.
           Contudo, as palestrantes relataram as suas experiências profissionais e fizeram uma dinâmica na qual passaram uma parte de um  filme e dividiram a turma em 4 grupos. Cada grupo recebeu uma pergunta e as perguntas deveriam ser respondidas pelo grupo.
Foi uma noite de grande aprendizado, expressão de emoções e uma oportunidade de ampliar o network profissional.


Na fotos os participantes e a Dra.Claudiane:





Colaborou Patrícia dos Santos - Psicóloga CRP - 12/10686 - Serviço Social Boa Vida.


segunda-feira, 8 de outubro de 2012

01 de Outubro - Dia Nacional e Internacional do Idoso

          Como a maioria das pessoas já sabem, no dia 01 de outubro foi comemorado o Dia Nacional e Internacional do Idoso e o Boa Vida foi convidado a participar desta comemoração através da Fundação Pro-família e também da ASAPREV (Associação dos Aposentados e Pensionistas da Previdência).
O Boa Vida há tempos mostra a preocupação que tem com as famílias e por isso presta serviços desde a fase de criança até a terceira idade.

Missão e a Visão do Boa Vida relatam a preocupação que a empresa tem com a comunidade: 

Missão: Prestar Assistência Funerária para satisfazer as necessidades de seus associados de forma séria e comprometida, idealizando o desenvolvimento da família e da nossa comunidade/sociedade.

Visão: Ser uma empresa referência em Assistência Funerária com compromisso social, cada vez mais completa e comprometida com ações em prol da comunidade, com atendimento humanizado e serviços diferenciados.

Na Fundação Pro-família a comemoração foi realizada no dia 24 de setembro e as atividades foram: palestra, dança e café.


Na foto: (da esq. para dir.) Dirceu - Colaborador do Boa Vida que trabalha no escritório de Blumenau, a Rainha da 3º Idade e o Rei da 3º :



Alguns idosos dançando e outros só observando:




Já na ASAPREV (Associação dos Aposentados e Pensionistas da Previdência) a comemoração ocorreu no dia 01 de outubro e contou com dança, sorteio de brindes e café.


Na foto Tânia - Colaboradora do Boa Vida que trabalha no escritório de Blumenau e o convidado:
                                   
                          Na foto Dirceu explicando sobre o Boa Vida e a participante:

E a Vovó  e o Vovô Chopão foram comemorar o Dia do Idoso juntamente com os colaboradores do Boa Vida Dirceu e Tânia no evento da ASAPREV:
A Lei Nº 10.741 de 1º de Outubro de 2003, refere-se ao Estatuto do Idoso. Este por sua vez tem como objetivo regular e assegurar os direitos das pessoas com idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos, ou seja, idoso é caracterizado a pessoa com idade igual ou acima a 60 anos.

A todas as pessoas que possuem 60 anos ou mais o Boa Vida parabeniza e deseja: saúde, fé, prosperidade e otimismo sempre !



Colaborou Tássia Hostin - Assistente Social CRESS 4237 - Coordenadora do Serviço Social Boa Vida.


quinta-feira, 6 de setembro de 2012

6º Encontro da Melhor Idade do Boa Vida em Blumenau

         O Serviço Social do Boa Vida tem a honra de convidar os clientes acima de 60 anos para participar do 6º Encontro da Melhor Idade, que será realizado dia 04 de outubro (quinta-feira) a partir das 14 horas, na Sociedade Recreativa Desportiva Centenário no bairro Garcia.

Esse evento é voltado para o cliente Boa Vida acima de 60 anos. Se você não é cliente Boa Vida, contrate já o plano e garanta sua participação no evento. A inscrição é 1 Kg de alimento não perecível (exceto sal) entregue no dia 04 de outubro. Esses alimentos serão doados a famílias e entidades carentes identificadas pelo Serviço Social do Boa Vida.
     As inscrições podem ser feitas através do telefone 3222 9999 ou pessoalmente no escritório do Boa Vida de Blumenau (Rua São Paulo, 561, Centro, Blumenau).
Como atrações, o evento contará com palestra, café, sorteio de brindes e vários outros atrativos.
Fique atento: as inscrições são limitadas.


Venha participar do 6º Encontro da Melhor Idade do Boa Vida !